comportamento suicida

5 sinais de comportamento suicida

Você sabia que mais de 11 mil pessoas cometem suicídio no Brasil todos os anos? Isso significa que, a cada 46 minutos, um indivíduo tira a própria vida no país.

No entanto, isso não é uma exclusividade dos brasileiros. O suicídio é um problema mundial. As taxas maiores se concentram em países mais pobres. No mundo inteiro, acontecem aproximadamente 800 mil casos de suicídio, de acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Além disso, a taxa de suicídio entre adolescentes cresceu 40% na última década.

Os números são impressionantes e assustadores, principalmente quando sabemos de casos de suicídio entre pessoas jovens e aparentemente felizes. O que levaria indivíduos com esse perfil a darem fim a sua própria existência? O fato é que a aparência nem sempre traduz a realidade. A simulação de bem-estar pode mascarar muito sofrimento emocional.

É importante ressaltar que o fim trágico de uma vida poderia ser evitado se alguém próximo percebesse o comportamento suicida. Sim, o comportamento suicida dá sinais. Neste artigo, trazemos uma lista de indícios que sinalizam que a pessoa pensa, quer e pode vir a se matar no futuro. 

Como é o comportamento suicida?

1)Frases de aviso

Você já deve ter escutado que “quem quer se matar não avisa, vai lá e faz”. Não generalize! É possível que alguém que pensa em tirar a própria vida comunique seu pensamento e sua intenção de forma verbal. Falar sobre o assunto pode ser uma maneira desesperada de buscar ajuda. Então, ao  ouvir alguém dizer que “quer sumir”, “prefere morrer”, “não aguenta mais”, “a vida não tem importância”, “ninguém vai sentir minha falta”, preste atenção e procure ajudar.

2)Quadro depressivo

Não que todas as pessoas depressivas sejam potencialmente suicidas, no entanto, 15% dos indivíduos gravemente deprimidos chegam a se suicidar. Se a pessoa apresenta tristeza profunda persistente, desânimo, baixa energia, baixa autoestima e perda de interesse em atividades que antes davam prazer, saiba que estes são fortes indícios de comportamento suicida. A depressão severa leva o indivíduo ao isolamento social e pode fazer com que este não veja motivos suficientes para permanecer vivo.

3)Alterações comportamentais

É natural que as pessoas mudem com o passar do tempo. No entanto, mudanças repentinas, bruscas e injustificáveis no comportamento podem estar associadas ao comportamento suicida. Desconfie se alguém que era muito vaidoso de repente ficar desleixado com a própria aparência. Outro sinal é quando uma pessoa que vivia cercado de amigos torne-se solitário de uma hora para outra. Busque saber o que está acontecendo.

4) Abuso de substâncias químicas

Se a pessoa consome álcool e outras drogas em excesso, as chances de cometer suicídio são maiores. De acordo com pesquisas recentes, mais de 50% dos casos de suicídio acontecem por transtorno de humor combinado com o uso de substâncias psicoativas.

5) Melhora repentina

É comum que a simulação de melhora inesperada anteceda casos de suicídio. A pessoa finge que está bem para que a família e os amigos relaxem, de modo que ela possa prosseguir tranquilamente com o plano de encerrar a vida. Diante disso, se alguém que antes estava profundamente deprimido aparecer subitamente feliz, suspeite da mudança repentina e injustificável. Acompanhe por um tempo para se certificar de que ela não cometerá suicídio.


Ao notar um ou mais sintomas de comportamento suicida, é recomendável acolher a pessoa com muito respeito e empatia. Não a deixe sozinha, converse, aconselhe, diga que ela pode contar com você. Ouça o quanto ela quiser falar, evite julgamentos e proponha a visita a um profissional especializado. Também é importante retirar de seu alcance qualquer arma, medicamento, substância tóxica, corda e ferramentas perfurocortantes para impedir o uso impulsivo desses meios destrutivos. 


Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como
psiquiatra em Lajeado!

O que deseja encontrar?

Compartilhe